Árbitro relata pedra e ofensas de Diego Souza, mas não cita pênalti polêmico.
Tite elogia Bélgica e admite favoritismo do Brasil: "Pela história e o que vem fazendo"
Maioria das mortes violentas em SP é causada por conflitos interpessoais ou pela polícia.
Renca: governo revoga decreto que liberava mineração em reserva na Amazônia

Sobre Caatinga e Caatingueiros Parte 1/6

Sobre Caatinga e Caatingueiros Parte 2/6

Sobre Caatinga e Caatingueiros Parte 3/6

Sobre Caatinga e Caatingueiros Parte 4/6

Sobre Caatinga e Caatingueiros Parte 5/6

Sobre Caatinga e Caatingueiros Parte 6/6
AMIGO INCONDICIONAL
Esmeraldo Lopes

Dizem por aí que os filósofos, os bons poetas e os bons escritores nos ajudam a viver. Há quem diga que se deve incluir aí uma outra categoria tão ou mais importante: os amigos. De minha parte nunca encontrei uma medida para avaliar a amizade já que, como dizem, ela é incondicional. Não acreditava em amizade incondicional. Sempre estamos a avaliar e a desconfiar daqueles a quem chamamos de amigos, pois sabemos que como humanos temos os nossos limites de tolerância. Ora, o amigo incondicional seria um cúmplice total, alguém que toleraria tudo do outro, que revelaria tudo de si para o outro, mas absolutamente tudo: um insensível, um insano. De minha parte sei que nunca serei amigo de ninguém, se for esse o critério determinante. Não que não queira, é que sei ser impossível. Alguém poderá retrucar, como já retrucou: “Não serás capaz nem mesmo de ser amigo de seus filhos?” Filho não conta nesta questão. A relação entre pai e filho é inexplicável, é outra coisa. E como nós definiríamos o vínculo daquela pessoa que suportou por alguém riscos e sacrifícios absurdos, só para que a outra não fosse prejudicada ou não se sentisse abandonada? Comumente, em casos como esse, afirma-se existir amizade, o que não deixa ter lógica. O problema é que a situação passa, a gente muda e se somos capazes de suportar o insuportável em certas circunstâncias, em outras não. Assim, acho mais prudente concluir que existam momentos e atitudes de amizade que nos marcam e que se afirmam como marcos. Ninguém em sã consciência faz apologia à guerra e nem à desgraça, mas, pelo que vejo, paradoxalmente, é na guerra, nos infortúnios da vida que está o terreno fértil para que se selem os mais nobres momentos de amizade e os mais sinceros pactos de fidelidade, pois só no extremo das situações o caráter vem à luz em todas as suas tonalidades. Só nesse terreno podemos conhecer alguma coisa da face verdadeira do outro. Mas a face que se revelará poderá ser, como é comum, aquela que nos trará a mais profunda decepção. Não é preciso desilusão. Há uma saída. Se precisares realmente de um amigo de verdade, fiel, cúmplice total, para todos os momentos, que não deixa nem por imaginação teus mais horrendos segredos escaparem, alguém pronto para ouvir todas as confidências do mundo sem manifestar tédio ou admiração, ao lado de quem ficarás na certeza de que não faltará, vais a uma estátua, à estátua de alguém. Tanto faz se é chuva, se é sol, se é noite, se é dia. Nunca, mas nunca mesmo, esta estátua, este alguém te deixarás de se fazer ouvido e nem te censurarás por nada.

Voltar | Enviar por e-mail
escort bayan
Júpiter.com.br - Esmeraldo Lopes - Todos os direitos reservados